quarta-feira, abril 29, 2015

It's not you, it's me.

Minha maior questão é não entender como as pessoas não sentem da mesma forma que eu. Sou assim, possessivo e sofro demais com a possibilidade de rejeição. E daí que procuro nos outros, atitudes que sirvam de desculpa para uma auto sabotagem sem fim. Tudo para que eu abandone antes aqueles que insistem em ficar. Te digo tchau com o meu coração apertado, porque no fundo, eu sei que esse jeito que pisca os seus olhos, daqui uns 5 anos, não será tolerado.

Um comentário:

Anônimo disse...

Finalmente existe mais um como eu!