segunda-feira, março 24, 2014

Tá desamarrado!

A vida é assim: um cadarço de sapato.
Prende, amarra e solta.
A gente pisa e tropeça em si mesmo.
E muitas vezes, quando alguém avisa que está tudo desamarrado,
Fingimos que nada vai acontecer.

E é aí que, depois de cair,
Amarramos tudo com mais força,
Fazendo um nó naquilo que deveria ser apenas um laço.
E descobrimos que muitas vezes,
O melhor da vida,
Está em andar descalço.

Ainda bem que não tenho frio nos pés.