quinta-feira, março 24, 2011

Toda vez que ouço uma música em francês, lembro de você. Não, nós nunca fomos pra França. Mas, apesar de um dia pensarmos em juntos embarcar para a Europa, penso em você por conta de uma música francesa que você dizia lembrar de mim. Música bonita.
Tenho essa mania: a de lembrar dos outros em coisas que esses outros lembram de mim. Parece complicado.

Toda vez que saio do banho e me visto, lembro de você. Não, você não me trocava. Mas, apesar de algumas vezes você me chamar de mimado e tirar a minha roupa quando eu estava bêbado, penso em você por conta das minhas costas molhadas.
Tenho essa mania: a de nunca enxugar as costas antes de me trocar.

Toda vez antes de dormir, lembro de você. Da gente fazendo pezinho coletivo e eu querendo fazer pezinho individual. Mas, apesar de muitas vezes eu demonstrar o contrário, adorava assistir você pegando no sono e ser fazer de você a primeira imagem do meu dia.
Tenho essa mania: a de querer tudo isso de novo.

Do fundo do meu coração e das minhas lembranças, espero que você pense em mim de vez em quando, só pra eu não sentir que estou com TOC por pensar em você o tempo todo.
E então eu me pergunto...
O que é verdadeiro volta?
Não. O que é verdadeiro nunca volta.
O que é verdadeiro fica pra sempre.