domingo, setembro 25, 2011

Não quero sair da cama

É domingo de manhã quando parece que falta alguma coisa. Saio então à procura do que estiver esquecido por aí. Encontro a meia do par perdido, o cartão de alguém no bolso da calça, a música que eu não sabia o nome. Encontro uma nota de 20 no meu casaco preferido. Encontro o caminho mais fácil para chegar a qualquer lugar. Encontro tudo. Encontro sua letra nas cartas espalhadas pelo chão e, com muito esforço, ainda encontro o seu cheiro nas suas roupas que você ainda não veio buscar. Encontro o sol nesse dia nublado. Encontro quase tudo. Domingo de manhã sempre falta alguma coisa.

Nenhum comentário: