terça-feira, junho 15, 2010

Quando estou garantido que a loucura tomou conta de mim, fecho os meus olhos para enxergar as coisas de uma outra forma. Percebo então que as soluções para os meus problemas estão todas dentro de mim.

O dia vai nascer e morrer todos os anos. E, por mais que eu já tenha conseguido me acostumar com essa ideia, acredito ainda que, diferente dos dias, a gente não nasça pra morrer.

Porém, mas só por hoje, igualmente a viver a vida, assistir ao nascer do sol não tem tido também lá muita graça.

Talvez porque eu ainda não atingi o ápice da loucura que me proporcionaria ver de olhos fechados.

Fechar os olhos pra tudo nem sempre é a solução.