domingo, abril 11, 2010

Às vezes eu penso que não adianta o esforço que eu faço para ser uma pessoa boa, pra não fazer nadade mal para alguém. Essa sensação de impotência, a de saber que nem tudo está sob o meu controle, acaba comigo.

Eu sei como deveria ser feito, mas é difícil colocar toda a teoria na prática.

Eu não posso controlar a maldade das pessoas, mas felizmente, posso me dar ao luxo de controlar quem vai e quem fica na minha vida.

A vcs que um dia foram e voltaram, a vcs que vem e vão e aqueles que nunca me deixaram um minuto sozinho, aqui está o meu agradecimento.

Talvez o meu esforço em ser uma pessoa boa não tenha adiantado.

Mas vou continuar tentando.

Um comentário:

Henrique disse...

Que pensamentos pra baixo são esses!?

Faz tempo que não dou notícias, nem te ligo pra saber como vc está, né?
Desculpa a ausência amigo, meu trabalho está me consumindo! Nao sobra mais tempo nem para mim mesmo.

Vou te ligar hoje amigo.
Beijo!