domingo, março 30, 2008

Mais um dia de trabalho. Estou tão desmotivado que tenho me atrasado todos os dias e o melhor, sem peso na consciência. A verdade é que eu quero que todo mundo do meu trabalho se foda, inclusive meus clientes.

Pra mim, é dificil trabalhar numa empresa onde até há circulares dizendo qual a maneira correta de utilização do papel higiênico. É muita burocracia pra muita gente incapacitada. Pouco papel higiênico pra muita merda feita. Resumindo, é uma frustração.

Enquanto não encontro algum trabalho que me satisfaça profissionalmente, tento me divertir com o pouco que tenho.

Quarta-feira sentei em frente ao computador e encontrei um bilhete que dizia: Bruno, por gentileza ligue para o Sr Ari. Depois de uns 15 minutos olhando pra tela do computador num momento de reflexão só meu, decidi que ligaria pro cliente que me incomodou.

- Boa tarde, por favor, o Sr Ari?
- AQUI NÃO TEM ARI NINHUUUUUUUM - disse uma velha com voz de câncer de pulmão.
- Desculpe Sra, mas poderia me confirmar o número?
- NÃO - e já sentia o pigarro na voz da velha.
- Mas como não? Eu precisava saber se..
- NÃO, NÃO VOU CONFIRMAR!!!
- Então quer saber?Vai se fuder sua vagabunda.. - e desliguei o telefone.

A mulher foi sem noção. Eu fui mais.

Num mundo onde se preza tanto a solidariedade, a paz, o bem querer.. eu prezo a reciprocidade. Não acho que todo mundo deveria fazer isso, mas é assim que eu sou.

Liguei de novo para o Sr Ari, na ânsia de saber o que tanto o cara queria quando deixou o recado.

- Alô! Por favor, o Sr Ari?
- EU JÁ DISSE QUE NÃO TEM NENHUM SR ARI.
Era a mesma mulher, eu liguei sem querer para o número errado de novo. E ela continuou:
- NÃO TEM MESMO NENHUM SR ARI. PARE DE LIGAR AQUI, JÁ É A 3a VEZ QUE VC LIGA E.. E.. VAGABUNDA É SUA MÃE!
Fiquei impressionado com a falta de educação da mulher. E respondi:
- Queridona, além de muito baixa por xingar a minha mãe, a sra ainda é muito burra. Mal sabe contar. Essa é a segunda vez que eu ligo, não a terceira. Vc, além de vagabundinha, é burra.
E desliguei o telefone.

A velha me tirou do sério. Foi então que eu mandei emails pessoais para todos os funcionários do banco e alguns amigos solicitando que ligassem no número tal e perguntassem pelo Sr Ari.

Foi a coisa mais divertida do meu trabalho em meses. Pedi pra estagiária ligar e ela me contou que a mulher já tava ficando MUTCHO LOCA. E disse que umas 30 pessoas já tinham ligado pra ela, que ela tinha sido chamada de vagabunda, vagabundona e vagabundinha burra entre outras coisas super compatíveis com o que eu queria que tivesse acontecido. Aí ela já começou a falar que tinha criança pequena em casa (que que tem a ver?) e outras babaquices sem noção alguma.

Enfim, sexta-feira no final do dia liguei para a Sra Louca Vagabundinha Burra com voz de câncer de pulmão. Ela atendeu e eu disse:
- Boa tarde Sra, aqui quem fala é o Sr Ari, a sra tem algum recado pra mim?

HAHAHAHAHHA

A velha virou a pomba gira. Começou a dar uns gritos de filme de terror. Coloquei no viva voz e toda a agência arregalou os olhos pra saber o que estava acontecendo.

E o Sr Ari?
O Sr Ari só queria agradecer pelo atendimento que eu tinha dado à esposa dele na semana passada, uma fumante compulsiva também, diga-se de passagem.


Foi isso!

Ah..
(19) 3253-4709
divirtam-se! hahahahahha

9 comentários:

Ruan disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Anônimo disse...

hahahahahah, só você mesmo cabeção, parabéns..
Ass. Fernando Bertolini TWSP

Léo disse...

Há muito tempo que eu naum comento aqui (eu cheguei a conversar um pouco com vc por e-mail em 2005 - leio seu blog desde essa época).
Eu fico um pouco confuso com algumas coisas que vc escreve... entendo perfeitamente o que vc quer dizer, conforme post EGOÍSMO, mas ele vem em desencontro com o post atual, sobre a mulher que atende pelo Sr Ari... num, vc diz que é adepto de que podemos mudar as coisas com educação e idéias inovadoras - concordo com isso - mas no outro vc se mostra pouco tolerante - característica que eu entendo, e até aprecio pq me divirto muito - mas não são mensagens completamente opostas?
não é uma crítica, não estou falando mal (talvez um pouco), apenas quero saber o que verdadeiramente se passa pela sua cabeça.

abraços

Léo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

e vc foi super gentil xingando ela primeiro ( entao a lei de reciprocidade so vale a seu favor)( as pessoas se negam a confirmar o numero do telefone por uma serie de questoes de segurança)vc foi completamente imaturo, mas acho que essa atidude e outras que vc descreveu revelam que vc esta um pouco deprimido, por que quando eu estava assim , acha que o mundo era contra mim, que tofdos queriam tirar uma com a minha cara..terapia gatinho seria bom para vc ( adoro suas sombrancelhas, vc é lindinho)beijos do klaus

Anônimo disse...

A ficha ainda não caiu..
Comi a bialahh ontem

Ricardo disse...

Huahauahau quanta gente revoltada...
quem nunca usou o pricípio da reciprocidade...
sério... adorei a maldade...rsrs

Carlos Roberto disse...

Eu quero praticamente todos os dias que meus clientes se fodam. Tenho que tomar cuidado ao dizer isso, mandei um postal da Inglaterra para a agência, eles não gostaram muito do que escrevi não.
Foi só uma brincadeira, mas não foi nada bem visto rs.

Anônimo disse...

Bruno eu aaaaaamoooooooooo ler o seu blog!!!!!!!!!!! Acho q jah te disse isso antes... hehehehe.
Bjs, Elisa.