sábado, janeiro 05, 2008

Fui pra Bahia no reveillón. Nunca tinha ido pro Nordeste, queria conhecer. Cheguei em Salvador às 23h, com praticamente 2 horas de atraso no vôo. No dia seguinte teria que pegar um barco até Morro de São Paulo e precisava encontrar um lugar pra passar a noite.

Solicitamos para a mulher da empresa da taxi, ainda no aeroporto, alguma indicação de hotel para dormir. Não precisava ser o Hilton de Salvador, só precisava ter uma cama e toalhas.
- Hotel GRANADA - foi a dica.

Entramos no taxi.
- HOTEL GRANADA POR FAVOR! UHUHUHUH - todo empolgado
Uma hora depois o taxista ainda não tinha encontrado o tal Hotel Granada. Aliás, ele nunca nem tinha ouvido falar em Hotel Granada. Mas claro aproveitou da situação e mostrou toda a cidade de Salvador. Mostrou exatamente onde a Ivete Sangalo morava, onde o bloco de Ivete passava, onde Ivete cantou Arerê no ano passado, onde Ivete tinha perdido a virgindade e por aí vai... Pensei que a terra fosse de Carrrrlinha (Perez), mas não, eles odeiam a Carla Perez, eles gostam mesmo é da Ivete. Depois de ver até lata de lixo com a cabeça da Ivete (insano), e após perguntarmos pra todas as pessoas bêbadas de Salvador, finalmente encontramos o Hotel Granada.

Ou Hotel BOMBA, como queiram chamar.

O (apart) Hotel Granada (Paradise) localizava-se exatamente no bairro mais trash de Salvador. Algo como rua Augusta sem iluminação e um monte de traveco mascando chiclete duro. Sem contar a galera fumando craque como se estivesse bebendo coca-cola, com gelo e limão por favor! Uma luminaria azul e branca piscava o nome do Hotel (motel) e escadas fluorescentes levavam até o além.

Medo.

O taxista nos levou pro Hotel do amigo dele (todo mundo era amigo dele, inclusive Ivete) e, ao descermos pra comer um acarajé, fomos surpreendidos pelas bahianas gritando bem alto em nossa direção:
- SENSAÇÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAOO
- SÉDUÇÃAAAAAAAAAAAAAAAO

Me senti um pedaço de carne gringa em terras tupiniquins.
Tudo isso, ao som de Ivete, claro!

Um comentário:

Anônimo disse...

Fala a verdade, eu sei que voce fez festinha com os travecos no granada